15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

O Lisboa na Rua despede-se com propostas diferentes

 

Na última semana, um programa que vai ficar no ouvido

 
Despedimo-nos do Lisboa na Rua com experiências únicas que nos levam esta semana a percorrer a cidade e a auscultá-la, através de passeios sonoros e bicicletas ambientais.

Ainda antes do arranque do Lisboa Soa, antecipamos o festival com uma estreia mundial, no Campo Mártires da Pátria, em ano da Lisboa Capital Verde Europeia’20: Environmental Bikes Lab é uma instalação composta por quatro bicicletas sónicas que produzem som e música ao vivo a partir da qualidade do ar da zona que o ciclista percorre. A partir de hoje e até sexta feira (entre as 14h e as 18h) e durante o fim de semana (das 11h às 18h), todos poderemos pedalar nestas bicicletas sonoras concebidas pela artista Kaffe Matthews e pelo Bicrophonic Research Institute.
 
Com o Lisboa Soa continuamos a explorar o universo da arte sonora, este ano numa versão alargada, realizando-se em vários locais. Ao longo de quatro dias (entre 24 e 27 de setembro) dezenas de instalações sonoras e performances irão proporcionar experiências auditivas únicas desde o Panteão Nacional até ao Palácio Sinel de Cordes, passando pelo Mercado de Santa Clara ou pela Estufa Fria. Uma nova configuração que integra outros formatos, ajustados às atuais circunstâncias, como a atribuição de seis bolsas de criação a artistas portugueses ou residentes em Portugal. Pela primeira vez haverá masterclasses online, com destaque para a mostra de filmes de Mikhail Karikis, num evento  comissariado pela Tate Liverpool. 
 
A edição deste ano do Open House Lisboa é também adaptada à nova realidade, substituindo a tradicional visita ao interior de espaços por oito passeios sonoros em diferentes zonas da cidade, narrados por várias personalidades, como o arquiteto Gonçalo Byrne, o historiador Rui Tavares ou a cineasta Leonor Telles. Com uma duração que varia entre os 30 e os 90 minutos, estes passeios estarão disponíveis a partir desta sexta feira no sítio do Open House Lisboa, no formato de podcast ou para ouvir em streaming. Um programa diferente para descobrir a cidade, durante o próximo fim de semana.
 
No jardim da Galeria Quadrum, a música de dança eletrónica com a chancela da editora Príncipe marca o ritmo da última das Noites de Verão (dia 25, às 19h), tendo como convidados o DJ Nigga Fox, o trio Niagara e Dj Marfox.
 
A comunidade de leitura Ecotemporâneos regressa à Quinta da Alfarrobeira, em São Domingos de Benfica, para descobrir o livro “O Sol e as Suas Flores”, de Rupi Kaur, escolhido pela fadista Gisela João, a convidada da última sessão que acontece no domingo, a partir das 17h.
O fim de semana fica completo com o espetáculo Antiprincesas, na Estufa Fria, para conhecer melhor a história de Carolina Beatriz Ângelo, e o Dançar a Cidade, no jardim do Museu de Lisboa – Palácio Pimenta, para uma aula de Afro Dance.
 
Lisboa despede-se ainda da instalação de arte insuflável Outro Olhar, dos artistas Filthy Luker & Pedro Estrellas, depois de nas últimas semanas nos ter surpreendido, dando nova vida às árvores da cidade através de um par de grandes olhos. Restam assim poucos dias para fixarmos estas árvores olhos nos olhos.

Periodicidade Diária

quinta-feira, 26 de novembro de 2020 – 15:34:10

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...