15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Lika é a nova artista representada pela agência Roots and Rhythms

 

 

A cantora e compositora LIKA, com origens no Cazaquistão mas a viver em Portugal, é a nova artista representada pela agência Roots and Rhythms, numa parceria nacional e internacional.

 

LIKA é a responsável pelo single  “Thousand”, o tema que tem sido um sucesso nas rádios nacionais e em algumas playlists internacionais. A cantora, guitarrista e compositora lançou o seu álbum de estreia em 2019: "Back to Zero", misturado e masterizado em Los Angeles, que apresenta uma fusão de Groove, Pop com influências de rock, jazz ou até do funk dos anos 70.

 

Neste ano de pandemia LIKA foi uma das primeiras artistas a aderir à quarentena voluntária e a continuar o apoio à cultura, nomeadamente à música, lançando em Março o Movimento “Stay at Home with Lika”.

“Stay at Home with Lika” constituiu uma série de concertos caseiros que tiveram início no dia 16 de Março, e que foram transmitidos em live streaming no canal de Youtube da LIKA e nas suas redes sociais.

 

A Roots and Rhythms é uma das principais agências artísticas nacionais, com sede em Lisboa, mas com ligações a nível mundial. Desde 2001 que têm colaborado com artistas globais, em especial da área da world music, como Asian Dub Foundation, Levellers, Los de Abajo, Omiri, Ska-P, Taraf de Haidouks, Terrakota, Zion Train, entre muitos outros.

 

Neste momento representam também artistas como Celina da Piedade e Ana Laíns.

 

BIOGRAFIA


Foi no Cazaquistão que aos 11 anos começou a sua verdadeira paixão pela música quando o seu tio lhe ensinou o estranho e apaixonante Fá Sustenido, o primeiro dos muitos acordes que aprendeu e que logo encontrou na primeira música que tocou, o "Fool on the Hill" dos The Beatles. Logo depois sonhou ser música profissional e entrou na Escola de Música N54 em Almaty (Cazaquistão) e onde estudou Viola Clássica durante 4 anos e aos 14 anos criou a sua primeira banda de rock só de originais.

Apesar de ter terminado a Universidade de Economia, a música era a sua verdadeira paixão e decidiu entrar para o Tchaikovsky Almaty Music College. Durante os estudos musicais participou em muitos festivais e concursos musicais. Depois de terminar os estudos, trabalhou como professora numa Escola de Jazz de Almaty, criou a sua banda de originais e fizeram digressões nacionais e internacionais.

Em Setembro de 2015 decidiu que seria o momento para sair da zona de conforto e explorar novas sonoridades, latitudes e paixões. Numa casual viagem a Portugal, conheceu músicos portugueses que a desafiaram a ficar em terras lusas e estudar música no Hot Club. No início o plano era para ficar apenas alguns meses, mas rapidamente a paixão pela música passou a ser acompanhada pela paixão pelos Jacarandás, por Lisboa e por Portugal. Estes arranjos fizeram com que a sua inspiração passasse a ter melodias compostas por diversos sabores e tons, onde os seus originais são cantados em inglês, português, russo ou cazaque. 

 

Foi também em Portugal que se apaixonou pelo português Bruno Neto, coordenador de ações humanitárias em organizações como os Médicos do Mundo de Espanha ou a Cáritas da República Checa. Bruno Neto liderou também o movimento Pobreza Zero em Portugal e foi condecorado pela Presidência da República como Cavaleiro da Ordem da Liberdade.

 

 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 30 de novembro de 2020 – 07:35:16

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...