18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

À descoberta do Campeão Mundial de Kickboxing Fernando Fernandes

 

Fomos conhecer um Mestre com uma história de vida muito especial. Uma prova viva de resistência e resiliência. Um homem atleta, empreendedor, campeão nacional, europeu e mundial de Kickboxing profissional.

(Combate na Arena Lisboa)


Falamos de Fernando Manuel da Glória Fernandes, nascido em Lisboa a 14 de junho de 1966.

 

Fernando Fernandes, desde muito novo, trabalha e traça os seus objetivos de vida, diferente dos demais da sua idade. Ainda muito jovem, fica fascinado com filmes de Kung Fu. Decide aprender artes marciais e aos 13 anos inicia-se no Karaté sem nunca deixar de frequentar as salas de cinema da capital portuguesa, para assistir aos seus filmes favoritos, filmes de Artes Marciais.

 

O Karaté, apesar de ser uma arte marcial de grande técnica e concentração, não faz Fernando Fernandes sentir-se em pleno. Falta-lhe algo para alimentar a sua chama de campeão, a chama de um homem nascido para vencer. Fernando Fernandes procura algo cuja luta fosse muito mais corpo a corpo, que fosse mais de contacto e embate.


Aos 17 anos inicia-se na modalidade do Kickboxing. Seis anos mais tarde, já com 23 anos, entra no mundo da competição profissional deste Desporto de Combate. Teve como mestres Carlos Pais, Fernando Jaime e Carlos Ramjanali.

Foram vários os locais e clubes que tiveram o privilégio de ver a destreza e garra de um atleta deste nível a treinar nos seus espaços e a serem representados por quem caminhava a passos largos para a conquista do mundo dos desportos de combate. Pratica a modalidade na zona de Lisboa, onde ainda reside, passa pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, o Clube Jaime, o Clube Santo António dos Cavaleiros, o Corpos Clube de Odivelas, o Ginásio Monte Belo e o Sporting Clube de Portugal, clube pelo qual nutre uma paixão, um amor e um respeito de forma infindável. É o clube do seu coração, desde sempre e para sempre.

(Início dos treinos no SC Portugal em Abril de1992)

 

Fernando Fernandes foi sempre um sonhador e empreendedor. Teve e tem objetivos e procura atingi-los da melhor forma, sempre com seriedade, integridade e dignidade. A expressão “ter sorte dá muito trabalho”, aplica-se totalmente a este atleta, Mestre e empreendedor.

 

Fruto do treino árduo, pensamento lógico, preparação mental, destreza física, exigência extrema, dedicação e respeito pelos seus mestres e colegas, consegue concentrar nele um invejável palmarés. Para além do Kickboxing, Fernando Fernandes também pratica e consegue títulos na modalidade do Boxe profissional, Full contact. Fernando Fernandes é e será sempre um vencedor nato.

 

Cronologia dos títulos de Fernando Fernandes:

1989/1990 Vice-campeão Nacional De Full Contact

1990 Campeão Ibérico De Full Contact

1990 Campeão Europeu Amador (Madrid WAKO)

1991 Campeão Nacional De Full Contact E Kickboxing

1992/1993 Campeão Nacional Profissional

1992/1993 Campeão Europeu Profissional

1994 Campeão Mundial Profissional de Kickboxing

1995 Campeão Intercontinental (São Paulo - Brasil)

1995 Campeão Nacional Boxe

 

Se resumirmos de forma de estatística, tem no total: Combates Kickboxing: 123;
dos quais: vitórias: 84; derrotas: 34; empates: 5 e Ko's:19. Combates de Boxe Profissional tem 21.

(1993 Campeão Europeu Profissional)

 

Nas Artes Marciais e Desportos de Combate é exigido um grande equilíbrio entre a condição física, a técnica de combate e controlo mental. Fernando Fernandes tem essa combinação, que fascina todos os que assistem aos seus combates. Tudo fruto de muito trabalho. Como o próprio refere, “No Ringue como na Vida”, ou seja, na vida pessoal como nos Desportos de Combate.

 

De aluno e praticante, passa a grau de Mestre. Com um desejo de partilha, começa a ensinar e a treinar os seus alunos na técnica e no método, assim como, nos valores da vida e do ser humano.

A criação de um livro, surge para o Mestre Fernando Fernandes como forma de oferecer muitos dos seus ensinamentos, não só técnicos, mas também autênticas lições de vida, por via da escrita. Desta forma, imortaliza os conhecimentos de modo a não caírem no esquecimento de gerações vindouras.

Este livro não só é um compêndio da arte do combate no desposto, mas acima de tudo, uma prova incontroversa da força do ser humano. “Ser Campeão no Ringue como na Vida”, está disponível para aquisição em livrarias ou por contacto pessoal com o Mestre, nas muitas apresentações do mesmo, em eventos desde o norte a sul de Portugal e ilhas.

(1995 Campeão Intercontinental (São Paulo - Brasil)

 

Em 350 páginas, temos uma biografia de um grande cidadão com os seus valores, tanto “No Ringue como na Vida”. Não podemos passar sem mencionar que, nesta obra, estão bem explícitas as suas 15 regras de ouro. Neste livro, o Mestre Fernando Fernandes ensina na primeira pessoa o que é o empreendedorismo para quem tem espírito de vencedor e quer chegar ao topo de uma carreira de sucesso.

 

AMMA: Mestre Fernando Fernandes, ao fazer uma retrospetiva da sua vida e carreira, que balanço faz do caminho que traçou nos Desportos de Combate e na sua vida?

Fernando Fernandes: Acho bastante interessante esta pergunta, porque na realidade também a costumo fazer a outras pessoas, que tal como eu, sentem ainda a força da juventude física e mental, mas que já contemplam uma vida cheia de experiências, devido à sua idade.
Em relação a mim, é uma realização de sonho de menino.

Ao longo dos anos, tornou-se numa busca incessante em perceber como atingir algo próximo da perfeição.

Chego à conclusão, que tanto na vida como nas artes marciais e desportos de combate, trabalhei muito para ultrapassar todos os obstáculos inimigos do meu domínio próprio.

Foi tão assertivo e positivo que ainda hoje tenho o mesmo entusiasmo e alegria para continuar em frente.

 

AMMA: Quando começou a ver os seus primeiros filmes de Artes Marciais nas mais variadas salas de cinema lisboetas, algum dia sonhava vir a ter o sucesso que tem?

FF: Creio que SIM, porque o meu desejo interior era extremamente focado e desejava mesmo muito. Sempre acreditei e continuo a acreditar porque "Deus quer, o homem sonha e a obra nasce." - como escreveu Fernando Pessoa.

(1994 Campeão Mundial Profissional de Kickboxing)

 

AMMA: Considera que o auge da sua carreira como atleta surge com a obtenção do título de Campeão do Mundo Profissional em 1994 ou esse dia ainda não chegou?

FF: Sim, esse foi um dos maiores momentos e o auge da minha vida. A minha vida tem vários momentos e feitos grandiosos. Lembro-me em Madrid em 1990, quando me tornei o primeiro campeão português da WAKO. Competir até aos 45 anos é outro feito que não está ao alcance de todos nestas modalidades, bem como, ter realizado 21 combates de Boxe Profissional e ser um dos exemplos vivos de não ter conflitos, má educação e falta de respeito pelo próximo, dentro e fora do ringue.

Sigo o verdadeiro espírito das Artes Marciais e é este exemplo o qual todos os praticantes deveriam ter em mente constantemente.

 

AMMA: Como define o empreendedorismo na sua vida?

FF: Um grande empreendedor é o que consegue implementar ideias, concretizando-as com sucesso, criando mais ideias no futuro e de futuro. É ver para lá do óbvio, o que não é tão óbvio assim. (Sorrisos) Fui e sou empreendedor. Não foi só em relação à competição, mas também como treinador a transmitir os meus conhecimentos. Também faço sessões de Massoterapia Técnica, Shiatsu e Recuperação, Defesa Pessoal e empoderamento, como um agente de exemplo público.

Não posso deixar de referir que, nos dias de hoje, o meu trabalho continua a dar frutos e faz subir sempre mais um degrau do pódio. A vida tem de ser sempre a ganhar.

 

AMMA: Como grande empreendedor, quais foram os obstáculos mais difíceis de superar e a forma como passou por cima deles?

FF: Os verdadeiros obstáculos foram e continuam a ser na imparcialidade de ideias, não dando valor aos factos “trabalhosos” dados pelo meu sucesso e êxito.

A falta de ética, moral e de princípios internos são os verdadeiros obstáculos de quem quer vencer, portanto, só com inteligência, determinação e alguma dose de sorte se poderá conseguir atingir as metas que nos impomos na nossa vida.

(Apresentação do seu Livro "Ser Campeão no Ringue como na Vida")

 

AMMA: Decidir escrever o seu livro, com conteúdos de lição de vida, moral, nota biográfica, livro técnico e com referências a outros autores e Mestres, foi algo a que dedicou muito do seu tempo. Foi construído com algum objetivo muito específico que queira revelar?

FF: O objetivo principal, no início, foi devido a haver uma lacuna desses conteúdos que acabou de mencionar, tanto a nível da minha biografia, assim como, da comunicação em geral sobre o desporto em si.

Percebi que tinha aptidão para desenvolver estas temáticas e foi mais um desafio superado, o qual me dá grande alegria, pela qualidade dos conteúdos, que acredito serem uma referência para quem quer ultrapassar e alcançar metas. Metas que tantas vezes julgamos impossíveis. Será sempre um livro intemporal.

 

AMMA: Algo que queria revelar de ensinamentos dos seus Mestres que lhe tenham ficado para a vida e que tenham sido uma diretriz na sua postura “fora do ringue”?

FF: Não posso deixar de referir o Mestre Raul Cerveira (Judo Clube de Portugal), Carlos Pais no antigo Gin da Faculdade de Ciências, Fernando Jaime e o especial Francisco Pereira Ferraz que me ensinou a pensar através da Meditação e Filosofia Oriental que fez de mim o ser humano que ainda hoje eu sou.  Estes ensinamentos estão intrínsecos na minha alma. Esse sim, é o Verdadeiro Campeão.

 

AMMA: Dos vários Mestres que teve e o marcaram, tem alguma história engraçada que queira contar?

FF: Tenho várias, mas relembro o bom humor do meu Mestre Ferraz (não confundir com o do boxe, unicamente só no nome).

No Bairro Azul em Lisboa, onde habitavam pessoas de extrato social superior, quando passavam pela rua onde desempenhava a sua atividade profissional, fazia-lhes uma grande vénia com reverência, apenas para contemplar o divino e não a vaidade humana. Após este gesto, dirigia-me mais este ensinamento.

(Treinador no SC Portugal)

 

AMMA: Agora sobre os seus alunos: tem feito campeões. Como se sente quando um aluno seu obtém um título? Sente que é algo que também foi ganho por si?

FF: Apenas sinto uma grande satisfação pela continuidade do meu trabalho. Não, a vitória é de quem tem o mérito de vencer.

 

AMMA: Além da prática de combate, ensina-lhes também a ser melhores cidadãos e empreendedores nas suas vidas?

FF: Essa é a verdadeira missão de um Mestre. Trabalhar com mestria é ser mais do que o comum, é estar para lá do conhecimento normal. Mas, como em todas atividades, há sempre seres humanos que desvirtuam o caminho e a essência das Artes Marciais.

 

AMMA: A uma dada altura resolve formar-se em massagem terapêutica para ajudar os seus alunos quando contraíam lesões. Contudo não nega uma ajuda a quem o procura fora do ambiente desportivo?

FF: Na atualidade, essa é na realidade a minha principal atividade profissional. Tenho o meu Gabinete na Rua Correia Teles número 5, Campo de Ourique, Lisboa. Passo a publicidade. (Risos)

 

AMMA: O Kickboxing adaptado foi um grande desafio para si? Cada atleta tem especificidades diferentes do outro. É um desafio interessante ter atletas a praticar Desporto de Combate Adaptado?

FF: Continua a ser um grande desafio. A modalidade tem valências que poderão ajudar todos em geral.

Não penso que seja o mais indicado a prática desportiva na vertente competitiva, mas sim na melhoria das suas capacidades tanto a nível físico como a nível mental.

 

AMMA: Teve formação nessa área, ou criou por si os procedimentos para se praticar a modalidade por estes atletas?

FF: Tive formação, naturalmente nesta área. Os bons alicerces são a base de tudo e o saber nunca ocupa lugar. Gosto de ser rico em conhecimento nesta e noutras áreas.

(Orador em palestras)

 

AMMA: Para além do ringue, a sua vida de ensinamentos também passa por palestras, conversas em que o objetivo não é só recolher frutos para si, mas trabalhar no desenvolvimento do bem coletivo. Qual é a sua visão neste especto? Como tem participado e trabalhado nestes projetos?

FF: Sim, é verdade. Tenho dado palestras sem fins lucrativos, divulgando a modalidade nas suas diversas vertentes, como por exemplo, o aspeto mental onde falo como manter o foco e a motivação contínua. Por outro lado, a condição física e o aspeto importantíssimo da recuperação treino após treino, como o de competição após competição.

Falo também da minha experiência de mais de quarenta anos de treino, refletindo-se também este aspeto, naturalmente, na minha obra literária “Ser Campeãono Ringue como na Vida”.

Acima de tudo, tento esclarecer dúvidas e criar um caminho de orientação de acordo com os objetivos de cada um. A vida é só uma e os sonhos são para se cumprir. Eu tento ajudar nesse caminho.

 

AMMA: Há uma área que desenvolve e não é tão mediática com o Kickboxing. Falamos do empoderamento e defesa pessoal para mulheres. O que o levou a construir estas aulas? Algo de pessoal?

FF: Sim, é verdade. Ainda há um desconhecimento dentro desta área bastante necessária. Somos confrontados diariamente com notícias de violência doméstica, roubos, desacatos e de maus tratos, até em plena via pública.

Nestes workshops, falo muito na prevenção e capacidade de antevisão, antecipação do que podem ser iniciativas de violência dos mais diversos foros.

Não é um caso somente pessoal, mas de cidadania. Somos seres que vivem em comunidade e, como tal, cumprir regras é determinante para a normalidade, ou seja, todos os cidadãos devem ter a consciência de colaborar na paz e harmonia.
No caso do público feminino, não por razões de alguma fraqueza a qual está presente que não existe, mas sim para reforço da força e empoderamento feminino. Temos de tratar bem as mães que já o foram e que o vão ser amanhã. Respeitar a integridade é algo precioso hoje em dia, num mundo o qual está viralizado nas redes sociais e fora delas também.

Tenho como hábito dizer: “A defesa é para quem entra no conflito sem o desejar”. Convido, todas as mulheres a participarem, nos meus workshops, onde além da defesa pessoal podem ouvir mini palestras sobre saúde, alimentação ou outras temáticas, vindas de convidados meus.

AMMA: Geralmente leva consigo oradores que para além da técnica ensinada por si, apresentam temas de interesse particular para ajudar as suas alunas. Que mais valia tem essa parceria com estes oradores?

FF: Quando partirmos para uma atividade, temos um ponto em comum: o empoderar da mulher, o tema da atividade e o enriquecimento do mesmo. Cada um transmite os seus conhecimentos de forma a todos sairmos mais ricos do evento.

 

AMMA: Além de líder nato, sendo um Mestre de referência, conhecido por defender causas humanitárias, não tem receio de transmitir os seus conhecimentos adquiridos ao longo de uma longa carreira a quem o procura para aprender. Há quem diga que é um marco na história do desporto e da vida das pessoas com quem lida. Como se caracteriza a si próprio neste contexto?

FF: Gosto de dar oportunidades dentro das minhas possibilidades a quem deseja ir mais longe. Sempre gostei que me dessem a oportunidade de alcançar os meus sonhos e desejos. Faço-o e trato os outros da mesma forma como gosto de ser tratado. Ser líder não é “mandar”. É estar lado a lado no caminho e ajudar quem precisa na hora exata dessa necessidade.

AMMA: Uma das piores fases da sua vida ocorre com o falecimento da sua mais que companheira. Aqui assume sozinho o cuidar da sua família. Este caminho de certeza que foi muito complicado para si. Como o superou?

FF: Existem situações de vida que são muito difíceis. É a situação em si. O mais difícil são as consequências à posteriori, quando de dois pilares passa a um e abala toda uma estrutura de sentimento, verdade, força, teimosia, amor e tantos outros predicados que foram montados com imensa felicidade e mantidos durante anos.

Em primeiro, temos de aceitar a situação. Fazer o luto e encontrar soluções.

Creio que passei e ultrapassei um ciclo bastante difícil. Foi a Manuela (há sete anos), um ano depois o meu pai, há dois anos a minha irmã. Entrei também num negócio que não correu nada bem, o Sporting, enfim, outras situações também duras e difíceis. Uma coisa nunca vem só.

A forma de as ultrapassar passa por um processo mental e isso deve-se ao facto de ter adquirido conhecimentos na ordem da Filosofia Oriental e no Yoga, transmitidos pelo meu Mestre Francisco Pereira Ferraz que já não está entre nós, mas continua sempre presente. 

Restam os bons momentos, as boas memórias e as saudades.

 

AMMA: O que acha que ainda falta ser feito pelos Desportos de Combate e Artes Marciais em Portugal?

FF: Artes Marciais e Desportos de Combate necessitam de uma outra visibilidade e de esclarecimento na opinião pública. Necessitam dos vários benefícios saudáveis virados para a sociedade onde só o futebol, se acredita ter. O que é uma pena.  

Depois, como é sabido, há que ter uma e só uma Federação com a tutela dos desportos de contacto que são idênticos para não deixar dúvidas de vários campeões numa determinada disciplina e na mesma categoria de peso.

Os dirigentes desportivos devem dar o exemplo. Têm que ver o benefício comum e não só olharem com "miopia" ou com algum “egoísmo”, só para a “sua quinta”.

 

AMMA: E da sua parte, o que tem em mente e que possa revelar, para fazer essa evolução nas Artes Marciais no país?

FF: Neste momento não estou focado neste tipo de evolução que menciona. Devido a ter outro projeto em mente que desejo atingir de forma direta. Caso consiga certamente irá beneficiar também a estrutura das Artes Marciais.

 

AMMA: O quer dizer aos jovens, crianças e aos pais destes, que ainda estejam na dúvida para entrar no mundo das Artes Marciais? Que aconselhamento tem para eles iniciarem a prática sem medos?

FF:Acima de tudo experimentar as várias vertentes das Artes Marciais e Desportos de Combate.

Escolher um Mestre que esteja em cumplicidade com os objetivos pretendidos e com o qual se identifiquem. Seja bem formado, com ética e que vá ao encontro do verdadeiro espírito da essência.

 

Texto: Pedro MF Mestre

Fotos: cedidas pelo Mestre Fernando Fernandes com o  Apoio de Eduardo Firmino

 

Periodicidade Diária

domingo, 21 de julho de 2024 – 04:08:42

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...