17 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Sporting é campeão nacional de esperanças em masculinos e femininos

O Sporting Clube de Portugal sagrou-se hoje, em Leiria, campeão nacional de esperanças em masculinos e femininos, terminando, respetivamente com 122 e 164 pontos. Na segunda posição classificou-se o Benfica também em masculinos e femininos, com 103 e 125,5 pontos. O terceiro lugar nos pódios masculino e feminino foi conquistado pela Juventude Vidigalense, com 64 e 62,5 pontos.
 
Individualmente destaque para Ana Rita Silva, do MAC, que somou o título de campeã do triplo-salto ao do salto em comprimento conquistado ontem. A atleta do MAC saltou 12,56 metros, ao quarto ensaio, melhorando o seu recorde pessoal, que já havia batido logo no primeiro ensaio.
 
Ruben Amaral, do Sporting, renovou o título de campeão nacional de esperanças nos 5000 metros, vencendo com o tempo de 14m21,09s.
 
Do lado feminino, Lia Lemos, também do Sporting, não deu hipótese e venceu destacada, terminando com a marca de 16m58,56s.
 
O salto em altura foi ganho por Diogo Oliveira, do Sporting, que igualou a sua melhor marca (2,12 metros). De sublinhar ainda o segundo lugar de Gerson Baldé, do Benfica, que junta a medalha de prata no salto em altura à de ouro conquistada ontem no salto em comprimento.
 
Destaque ainda para Ericsson Tavares, do Benfica, que juntou o título de campeão nos 200 metros, com a marca de 21,37s, ao dos 400 metros conquistado ontem. De sublinhar ainda o segundo lugar de Paulo Pereira, do MAC, com a marca de 21,65s, recorde pessoal, que ontem venceu a prova de 100 metros, também com recorde pessoal. Do lado feminino, Agate de Sousa voltou a ser a mais rápida, vencendo em 11,72s, mas repetiu-se o cenário da prova de 100 metros, com o título a ser entregue à júnior do Benfica, Nádia Cruz, que, com o tempo de 11,78s, confirma a marca de qualificação para os mundiais Sub-20.
 
De sublinhar também a prestação de Camila Gomes, do Benfica, que venceu os 800 metros em 2m07,42s, juntando este título ao conquistado ontem nos 1500 metros. Do lado masculino, venceu Etson Barros, do Benfica, com a marca de 1m50,27s, título que soma ao dos 3000 metros obstáculos conquistado ontem.
 
Duarte Fernandes, do Sporting, venceu os 400 metros barreiras em 52,86s, recorde pessoal. Do lado feminino, em 60,35s voltou a vencer Juliana Guerreiro, do Sporting, que junta este ao título dos 400 metros conquistado ontem.
 
Edgar Campre, do Benfica, renovou o título nos 110 metros barreiras, com a marca de 14,59s; tal como Fatumata Baldé, também do Benfica, nos 100 metros barreiras, vencendo com o tempo de 13,98s.
 
Também Débora Quaresma, do Sporting, renovou o título no lançamento do peso, vencendo com a marca de 14,07 metros.
 
No lançamento do martelo sagrou-se campeão Carlos Malaquias, da Juventude Vidigalense, com a marca de 53,32 metros. Já no disco venceu André Jidkov, do Sporting, com a marca de 43,63 metros.
 
Sara Pereira, do Jardim da Serra, venceu o salto com vara, com a marca de 3,40 metros.
 
Aleida Mendes, do JOMA, sagrou-se campeã nacional de esperanças de lançamento do dardo, com a marca de 45,26 metros.
 
Filipe Barreto Silva, do Pechão, venceu o triplo-salto, com a marca de 15,18 metros.
 
A estafeta de 4×400 metros masculina foi este ano ganha pelo Benfica, com a marca de 3m18,49s. Do lado feminino, a equipa do Sporting renovou o título.
 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 3 de outubro de 2022 – 17:55:36

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...