17 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Oragon'22 - Final do Triplo e Qualificações do Disco e 200 metros

Mais uma jornada para o atletismo português nos Campeonatos Mundiais de Atletismo Oregon’22, tudo durante a tarde, com a final do triplo-salto, as eliminatórias dos 200 metros e as qualificações do lançamento do disco. Tudo no feminino.
 
A primeira a entrar em competição é Liliana Cá, no grupo A do lançamento do disco, que começa às 17h10 (01h10 de 19/7, em Portugal Continental). A recordista de Portugal, quinta classificada nos Jogos Olímpicos de Tóquio no ano passado, está perante os olhos do Mundo, com todos a esperarem o apuramento da atleta portuguesa. Contudo esse objetivo não será fácil de atingir. A marca de qualificação direta é de 64 metros, distância que a portuguesa ainda não atingiu este ano.
 
Contudo, o objetivo da atleta é a final e é imbuída nesse espírito que irá enfrentar o círculo de lançamento.
 
Outra portuguesa, Irina Rodrigues, participará no grupo B, que terá o seu início às 18h35 (02h35 de 19/7). A mais experiente das duas lançadoras iniciou a época com o objetivo de participar nos Mundiais “apesar de, depois de Tóquio, querer apostar mais na carreira dual, investir na carreira académica, já tenho 31 anos e achei que seria importante seguir com esta parte. A carreira do atletismo é efémera, daí esta opção, mas mantive a minha preparação”, afirmou.
 
Para esta prova, “espero entrar com espírito positivo, pois fiz o máximo esta época para poder estar aqui. Sei que não estou ao nível delas [outras competidoras], pois tiveram outra preparação, mas refira-se que estou muito feliz por poder estar aqui e quero um resultado que me deixe ainda mais feliz”.
 
Pelo meio das duas qualificações, teremos a primeira ronda de eliminatórias nos 200 metros, com Lorene Bazolo, que em Tóquio, no ano passado atingiu as meias-finais olímpicas, pretende voltar a fazê-lo. A recordista de Portugal compete na segunda das eliminatórias, às 18h07 (02h07 de 19/7).
 
Finalmente, às 18h20 (02h20 de 19/7) realiza-se a final do triplo-salto, com a presença de Patrícia Mamona, que na qualificação foi 10.ª com 14,32 m.
 
A portuguesa pretende ultrapassar tudo o que de negativo lhe trouxe a época e dar o seu melhor, deixando bem para trás o seu extraordinário feito do ano passado, quando se sagrou vice-campeã olímpica com recorde de Portugal registado com 15,01 metros.
 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 3 de outubro de 2022 – 18:17:02

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...