17 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Diário de Oregon'22 - O Sonho a sete centímetros

Evelise Veiga esteve perto de conseguir o acesso à final do salto em comprimento nos Campeonatos Mundiais de Atletismo de Oregon’22.
 
Antes da última ronda de saltos a portuguesa estava em posição de se qualificar, graças ao seu primeiro salto a 6,54 metros. Mas fez 6,41 no segundo e nulo no terceiro e último ensaio e foi nessa ronda que várias atletas a ultrapassaram.
 
No final da qualificação, no conjunto dos dois grupos, Evelise foi 15ª classificada. Um salto de 6,61 metros teria sido suficiente.
 
“Nós acreditamos no apuramento mesmo até ao final. Foi o que eu fiz, entrei para o último ensaio com vontade de conseguir a marca necessária para chegar à final, mas foi nulo. Sinto que dei tudo e deixei lá tudo o que podia”, referiu a atleta emocionada por estar tão perto de conseguir o acesso à final.
 
Sobre o que foi pensando ao longo do concurso, Evelise refere que “É sempre possível fazer-se mais, não nos devemos limitar. Estive sempre de mente aberta ao longo do concurso, abri com um salto que me deu uma posição confortável, mas tinha a consciência de que tinha de saltar mais para poder estar nas 12 primeiras. Por isso tinha de arriscar nos últimos dois ensaios. No segundo a corrida não foi perfeita e por isso foi aquela marca [6,41 m]. Tinha de arriscar tudo no terceiro e sinto que o salto estava lá. Mas foi nulo. Naquele momento não poderia ter feito mais nada”, concluiu a atleta.
 
Esta tarde, às 18 horas (02 horas da madrugada em Portugal Continental), prosseguem os Campeonatos, com a final do triplo-salto, onde estão dois portugueses, o campeão olímpico Pedro Pichardo e o campeão nacional Tiago Pereira.
 

Periodicidade Diária

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2023 – 15:40:40

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...