14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Ralicross de Montalegre 1 - Domingo - Resumo após corridas de qualificação

 

Super Iniciação

 

Pedro Domingos (Toyota Starlet) foi o melhor classificado após as corridas de qualificação. Venceu duas e foi segundo na inicial (disputada ontem, Sábado).

 

João Novo (Peugeot 106) fechou as contas com o segundo posto, com dois terceiros e um segundo lugares na classificação. Algo não esta bem na caixa de velocidades do Peugeot e Novo tem perdido sempre tempo nas partidas, rodando mesmo num ritmo mais lento na última qualificação.

 

Rafael Rocha (Peugeot 106) começou bem, venceu a primeira corrida de qualificação, mas o mesmo já não aconteceu nas seguintes, tendo inclusive tido um toque ligeiro na última.

 

O quarto posto, foi posse da melhor senhora, neste caso menina, em prova. Andreia Sousa (Toyota Starlet) teve um segundo lugar, na última corrida, como melhor resultado, e dessa forma levou a melhor sobre Francisco Silva, que na última prova não conseguia evitar um toque com Pedro Domingos, ao regressar da Joker Lap, e sobre Rodrigo Correia, cujo Peugeot 205 parece não estar na melhor forma.

 

Super Nacional 2RM

 

Mais uma vez assistimos a uma luta de campões em título. Santinho Mendes (Opel Astra), Campeão Nacional da Super Iniciação em título, fez o plenos nas vitórias e fechou as contas com o primeiro lugar. Celmo Guicho (Renalt Clio), Campeão Nacional em título da Super Nacional 2RM, foi segundo. Não começou bem, foi sexto na primeira qualificação e depois teve que correr atrás do prejuízo.

 

Luís Moreira continua a dar espectáculo com o BMW 325i e tem sido regular nos resultados, dois quartos e um terceiro, que o colocam com a terceira posição da grelha de partida da final, à frente Hugo Santos (Honda Civic). Fabio Silva (Peugeot 106) e Ricardo Mendonça (Peugeot 306), encerraram o “top 6”.

 

Super 1600

 

Mário Barbosa veio a Lousada testar o Ford Fiesta S1600 e dominou na segunda e terceira corridas. Deixou a oportunidade em aberto na primeira, em que foi segundo e João Ribeiro (Citroen Saxo S1600) aproveitou-a da melhor forma. Depois Ribeiro fez dois segundos e conseguiu a segunda posição da qualificação.

 

Mário Teixeira (Ford Fiesta S1600) foi regularmente o quarto e disputou sempre a lideranças das mangas em que participou. Fechou contas com o terceiro lugar, à frente do Companheiro de equipa, Ricardo Soares (Citroen Saxo S1600).

 

Bruno Gonçalves (Citroen Saxo S1600) e Hélder Ribeiro (Citroen C2 S1600) completaram o grupo dos seis da frente.

 

Super Nacional A 1.6

 

Sérgio Dias (Peugeot 106) começou bem, a vencer e repetiu a “graça na segunda corrida de qualificação. Na última bastou-lhe um terceiro lugar, para ganhar a pole-position para a final.

 

Daniel Leal (Citroen Saxo) afirmou-se como o segundo, depois de uma qualificação muito discutida, em que terminou empatado em pontos, com João Olivieira (Peugeot 206). Três terceiros e um segundo lugares para Leal; dois segundos e um quarto para Oliveira, ambos terminaram com oito pontos.

 

Pedro Tiago (Peugeot 106) venceu a última corrida, mas como tinha sido quinto nas duas primeira, terminou com o quarto posto, à frente de Luís Morais (Peugeot 106) e de Américo Sousa (Citroen Saxo).

 

Super Car

 

Joaquim Santos (Ford Focus) fez o pleno de vitórias, mas com pressão de Pedro Matos (Citroen DS3), que rodou sempre muito próximo. Na segunda teve um monumental pião na entrada da recta da meta, seguido de toque na barreira, mas não perdeu a segunda posição, pois cortou a meta de traseira…

 

Ana Matos (Mitsubishi Lancer EVO VI) fez naturalmente terceiros lugares e pontua na “Nacional”.

 

Super Buggy

 

Apenas com dois concorrentes em prova, as contas são simples: Ludgero Santos (Toniauto TNTT) venceu as duas primeiras corridas de qualificação e Nuno Neto (Toniauto TT) venceu a terceira. Apesar de serem poucos, os concorrentes dos Super Buggy, parecem fazer jus à expressão “poucos mas bons” e as corridas são interessantes de acompanhar.

 

Kartcross

 

Mais uma vez o equilíbrio ditou lei nas qualificações e Luís Almeida (Smog) levou a melhor, com uma primeiro, um segundo e um terceiro postos. Logo a seguir, qualificou-se Pedro Rosário (Semog Bravo ER), que teve no sexto posto da primeira manga, o resultado que lhe comprometeu a pontuação, pois de seguida venceu por duas vezes.

 

Rui Nunes (Semog Bravo) qualificou-se em terceiro, com  um segundo posto na segunda corrida, como melhor resultado. Tiago Freitas (HSport) foi quarto, à frente de Mário Rato e Jorge Gonzaga.

 

Se prémio do azar houvesse, certamente que seria atribuído a José Luís Pereira (AG Sport). Ontem teve um capotanço logo após a partida e hoje começou o dia com um motor partidp. Muito trabalho no Seraical Team, 18º posto da grelha de partida.

 

 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 13 de julho de 2020 – 18:51:14

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...