14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Campeonato Europeu Sub-17: Alex Lane e Stefani Stoeva campeões europeus em singulares

Domingo foi o dia de todas as decisões no Campeonato da Europa de Sub-17, com a atribuição do título de campeão da Europa nas cinco categorias.
 
 Numa semana em que o Centro de Alto Rendimento (CAR) das Caldas da Rainha foi a capital do badmington europeu, o dia de ontem começou com a final em pares mistos. Frente-a-Frente, a dupla finlandesa constituída por Iikka Heino e Mathilda Lindholm [3/4] venceu os russos Aleksandr Zinchenko e Olga Morozova [5/8], por 13-21, 21-13 e 26-24.
 
 Em singulares femininos, e sem grande surpresa a búlgara Stefani Stoeva [1], arrecadou mais um título, vencendo na final a dinamarquesa Julie Finne-Ipsen [3/4] pela margem confortável de 21-11 e 21-9.
 
 Stefani, de apenas 16 anos, referiu que nunca teve dúvidas quanto à sua vitória: “Penso que estou noutro nível de jogo, senti-me muito confortável, superior mesmo. Nada foi difícil em campo. Foi muito bom ganhar” – concluí de forma confiante a atleta que já venceu dois títulos seniores.
 
 O terceiro jogo do dia foi também um dois mais aguardados, um duelo entre o primeiro - o inglês Alex Lane - e o segundo cabeça-de-série - o dinamarquês Rasmus Gemke - do torneio. Num encontro onde foi possível assistir a momentos de ‘grande badminton’, o atleta nórdico ainda discutiu o resultado do primeiro set até ao fim, mas Alex Lane acabou por vencer por 21-19. Na segunda partida e apesar de Gemke nunca ter desistido, o britânico provou o seu favoritismo e ganhou pela diferença de 12 pontos: 21-9.
 
 O britânico Alex Lane, no rescaldo do jogo, reconheceu a qualidade do seu adversário: “Foi um jogo muito difícil, o meu adversário era muito forte mas correu bem para o meu lado. Agora vou descansar uns dias e começar a olhar para a competição de sub-19. Foi um bom jogo
 
 Na final de pares masculinos, a língua oficial foi o dinamarquês, uma vez que os quatro jogadores são oriundos do mesmo país nórdico, uma das grandes potências da modalidade. Os favoritos Viktor Svendsen e Mads Sørensen [1] e Patrick Bjerregaard/Peter Correll proporcionaram um duelo equilibrado, no entanto a vitória sorriu aos primeiros pré-designados (21-16 e 22-20).
 
 Ficou guardado para o fim o jogo decisivo de pares femininos, entre as russas Olga Morozova e Nataliy Rogova [5/8] e as inglesas Jennifer Moore e Victoria Williams, dupla segunda cabeça-de-série. As atletas do leste europeu levaram a melhor pelos parciais de 21-12 e 21-19.
 
 Terminou desta forma, e com grande sucesso, mais uma visita do Badminton Internacional ao CAR Caldas da Rainha, onde estiveram em competição cerca de três centenas de atletas, apoiados por um público que não faltou à festa.
 
 Poul-Erik Hoyer, Presidente da Badminton Europe, e que até agora detêm a única medalha de ouro da Europa ganha nos jogos olímpicos de Atlanta elogiou a boa organização portuguesa: “ A Federação está de parabéns. Todos os países elogiaram este europeu, consideram mesmo muitos deles a melhor organização de sempre, este espaço é fantástico e tudo está tratado ao pormenor”.
 
 Mais à frente olhando para os jogadores explicou “Nesta competição está o futuro do badminton europeu, estes são os jogadores que vão estar nas competições a nível mundial. O nível está cada vez mais alto e estou muito satisfeito que estejamos no bom caminho
 
 Muito satisfeito com o elogio europeu ficou João Matos presidente da FPB: “Estamos muito satisfeitos por tudo ter corrido bem. Este é o trabalho que desenvolvemos e a nossa função é proporcionar aos concorrentes as melhores condições possíveis. Correu tudo muito bem.
 
 
 Resumo da participação portuguesa em prova:
 
 Quanto à prestação portuguesa nesta competição, o maior destaque vai para jovem Sofia Setim, de 15 anos, que ficou entre as 16 melhores atletas europeia na categoria de sub-17.
 
 Singulares Masculinos: Duarte Anjo (afastado na 1.ª ronda) e Hugo Baptista (afastado na 1.ª ronda);
 
 Singulares Femininos: Sofia Setim (afastada na 3.ª ronda) e Daniela Conceição (afastada na 1.ª ronda);
 
 Pares Masculinos: Bernardo Atilano/Hugo Baptista (afastados na 1.ª ronda) e Ângelo Silva/Ricardo Silva (vão jogar 1.ª ronda);
 
 Pares Femininos: Mariana Araújo/Sofia Setim (afastadas na 1.ª ronda) e Luísa Faria/Noémia Jesus (afastadas na 2.ª ronda);
 
 Pares Mistos: Daniela Conceição/Bernardo Atilano (afastados na 2.ª ronda) Mariana Araújo/Ricardo Silva (afastados na 1.ª ronda).
 
 
 
 COMPETIÇÃO POR EQUIPAS/SELECÇÕES – 19 a 23 de Novembro
 
 Na competição de equipas, realizado de 19 a 23 de Novembro, a grande campeã foi a Dinamarca, que venceu na final a Inglaterra por 3-1. Rússia e Turquia ficaram-se pelas meias-finais. Portugal, uma das selecções com uma média de idades mais baixa, na primeira fase ficou em terceiro lugar no Grupo 2, sendo que no último encontro venceu superiormente a Letónia por 5-0.
 
 DECLARAÇÕES:
 
 Joaquim Lopes, Vice-Presidente da FPB:
 
 “É fácil organizar uma competição destas devido à equipa que temos e à vontade que há em fazer bem as coisas. Era bom que os dirigentes, em especial os da Badminton Europe, reconhecessem todo o esforço que é feito por estar organização. Uma palavra também para a quantidade de pessoas que deram muito do seu tempo para estarem aqui como voluntárias.
 
 Ausgusto Baganha - Presidente do Instituto do Desporto de Portugal
 
 “O CAR é uma infra-estrutura que vem valorizar bastante o desenvolvimento do Badminton. Agora temos que arranjar mais soluções como esta. Do ponto de vista político estamos a tentar que haja a criação de outros modelos como este. Estamos convictos que o Badminton começa a reunir condições para melhorar e desenvolver o que já existe. A Federação tem apostado muito nos nossos atletas e é uma boa opção. Esperemos que no ciclo olímpico o Badminton consiga um lugar de destaque.
  
  
   

Periodicidade Diária

segunda-feira, 18 de novembro de 2019 – 14:38:52

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...