14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

Notícias

Campeonato do Mundo para Cegos e Baixa Visão - Portugal no Tatami este Domingo

 

O segundo dia do Campeonato do Mundo de Judo para Cegos e Baixa Visão - Odivelas 2018 arrancou este sábado, 17 de novembro, no Pavilhão Multiusos de Odivelas.

 

Sem a presença portuguesa, o dia é dedicado às categorias -63 kg, -70 kg e +70 kg com 48 atletas femininas e -81 kg, -90 kg, -100 kg e +100 kg com 82 masculinos, num total de 130 Judocas.

 

No primeiro dia da competição, Portugal esteve presente com 6 Judocas: Henrique Sousa (-60kg), Sérgio Mendes (-60kg), Miguel Vieira (-66kg), Magnos Nhanco (-66kg), Djibrilo Iafa (-73kg) e Ruben Gonçalves (-73kg), acompanhados pelo Treinador Nacional – Jerónimo Ferreira. Magnos Nhanco venceu 2 combates, terminando a prova no 9º lugar – a melhor classificação portuguesa.

 

A Maior Edição de Sempre (Recorde de Participação) do Campeonato do Mundo de Judo para Cegos e Baixa Visão, conta com267 Judocas (172 masculinos e 95 femininos) em representação de 42 Países. A prova marca o início da Qualificação Paralímpica para os Jogos de Tóquio 2020, sendo também a que mais pontos atribui para o Ranking Mundial.

 

Após a Cerimónia de Abertura do primeiro dia, o Presidente da Federação Portuguesa de Judo – Jorge Fernandes e o Presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude – Vitor Pataco, assinaram um Contrato-Programa de Apoio a esta competição.

 

Esta manhã foi marcada pela Plantação de Árvores por parte de representantes das Entidades Organizadoras e dos Agentes Desportivos (Atletas, Treinadores e Árbitros) na zona envolvente ao Pavilhão Multiusos de Odivelas.

 

Recordamos que Campeonato do Mundo de Judo para Cegos e Baixa Visão - Odivelas 2018 é um EcoEvento. As Entidades Organizadoras pretendem incentivar a adoção de boas-práticas com impacte ambiental, social e económico, como a separação de lixo e a reciclagem.

 

Espera-se um Bloco de Finais recheado de grandes combates, entre os Melhores Judocas Paralímpicos Mundiais. Esta tarde, a partir das 16h00, são entregues os últimos Títulos Mundiais individuais.

 

Declarações:

 

Jerónimo Ferreira – Treinador Nacional

“No primeiro dia tivemos 6 Atletas em prova. Todos os judocas fizeram bons combates. Estão aqui os melhores do mundo, de países tradicionalmente muito fortes no Judo. São Atletas que treinam muito, todos os dias e também em termos internacionais. Não estamos aqui para nos lamentarmos, mas temos as nossas limitações. Eles bateram-se bem e o saldo é positivo. Este domingo vamos participar na competição de equipas, mas vamos começar à partida com 2 pontos negativos. As equipas são constituídas por 5 Atletas de 5 categorias diferentes e nós vamos competir com 3 Judocas. Ainda assim, vamos à luta. O nosso objetivo é dignificar o Judo Paralímpico Português e, acima de tudo, divulgar e fazer com que as pessoas tenham conhecimento do trabalho destes Judocas e do Judo Paralímpico e se juntem á modalidade.”

 

Nuno Carvalho – Membro da Comissão de Arbitragem da União Europeia de Judo

“Esta é uma competição que tem regras especificas em relação ao Judo ‘normal’. As regras são as mesmas, mas com algumas especificidades relacionadas com a falta de visão. Os árbitros têm uma formação específica para o Judo Paralímpico. Todos os árbitros que estão nesta prova são internacionais, com muita experiência e que também arbitram as provas do circuito mundial. Este mundial conta com um árbitro português, o Eduardo Garcia, que já esteve em vários Jogos Paralímpicos.”

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 12 de novembro de 2019 – 15:22:40

Pesquisar

Vamos ajudar!

Como comprar fotos

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...