13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Nissan Note líder de vendas no Japão em 2018

 

 

O Nissan Note foi o automóvel mais vendido no Japão em 2018 graças aos clientes que escolheram o seu inovador grupo motopropulsor elétrico Nissan e-POWER, a mesma razão que ajudou também a fazer do Nissan Serena o furgão mais popular. 

 

O Nissan Note vendeu 136.324 unidades no Japão no decorrer do ano que terminou a 31 de dezembro, colocando-se no topo das tabelas de vendas de automóveis japoneses (excluídos os miniveículos). 

 

A popularidade do sistema e-POWER ajudou o Nissan Note a tornar-se no primeiro modelo da Nissan desde sempre a conquistar a coroa de vendas num ano completo no mercado japonês, já que cerca de 70% dos clientes do Note optaram por este inovador sistema de propulsão. 

 

A Nissan vendeu mais de 200 mil Nissan Note com e-POWER desde a introdução da tecnologia no Japão, em novembro de 2016. O sistema dispõe de um grupo motopropulsor elétrico com uma bateria que é carregada por um motor a gasolina. Uma vez que as rodas são acionadas exclusivamente por um motor elétrico, os modelos e-POWER oferecem a mesma aceleração instantânea e suave e o mesmo desempenho ágil que um veículo elétrico puro. O motor a gasolina é utilizado apenas para carregar a bateria, funcionando sempre à velocidade ideal para um máximo de eficiência do combustível. 

 

O sistema e-POWER está disponível no Nissan Serena desde março de 2018. A Nissan vendeu 99.865 Serena em 2018, tornando-o no furgão nº 1 no Japão.

 

«As tecnologias da Nissan estão a oferecer aos nossos clientes uma experiência de condução mais agradável e mais conveniente», afirmou o Vice-presidente Sénior da Nissan, Asako Hoshino. «E os nossos Clientes podem esperar ainda mais no futuro!»

 

 

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 25 de junho de 2019 – 01:22:56

Pesquisar

Vamos ajudar a Oksana

Maryna Sribnyak
IBAN: PT50 0035 0614 0000 9327 930 65
SWIFT: CGDIPTPL
clicar na imagem para saber mais

Reportagens fotográficas em preparação

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...