14 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Escolas públicas de Lisboa continuam a prestar serviços

 

Acolhem alunos filhos de funcionários públicos de serviços essenciais

Continuam a servir refeições a alunos abrangidos pela ação social escolar

 

Apesar do encerramento das atividades letivas – medida destinada a evitar a generalização do contágio pelo novo coronavírus – os filhos dos funcionários públicos de serviços essenciais (como os dos serviços de saúde, de higiene urbana e de segurança, entre outros) vão poder aceder a 9 escolas de outros tantos agrupamentos escolares, cobrindo a generalidade do território do Município:

 

AE Vergílio Ferreira - EBi São Vicente Telheiras

AE Gil Vicente – Esc. Sec. Gil Vicente

AE Marquesa de Alorna - EB Mestre Arnaldo Louro de Almeida

AE Patrício Prazeres - EBi Patrício Prazeres 

AE Prof Lindley Cintra - Esc. Sec. Lumiar

AE Restelo - Esc. Sec Restelo

AE Luis de Camões - EB Leão de Arroios

AE Nuno Gonçalves - EB Nuno Gonçalves

AE Piscinas Olivais - EB Paulino Montez

 

Também os alunos das escolas públicas de Lisboa abrangidos pela ação social escolar vão poder continuar a usufruir das refeições servidas em 93 escolas (76 de gestão camarária e 17 geridas peas Juntas de Freguesia de Benfica, Carnide, Parque das Nações e S. Domingos de Benfica).

 

O universo estudantil abrangido atinge 8463 alunos, não contando com as refeições que poderão ser servidas em 13 cozinhas municipais centrais (8 da CML e 5 das Juntas de Freguesia envolvidas) e nos 26 refeitórios municipais e/ou pontos de recolha de alimentos.

 

Periodicidade Diária

sábado, 11 de julho de 2020 – 08:26:59

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...