18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

DHL reduz em média 83% das emissões de carbono de carga da Fórmula 1®

A DHL e a Fórmula 1® anunciaram hoje que a nova frota de camiões movidos a biocombustível reduziu as emissões de carbono em média 83%[1] em comparação com os camiões movidos a diesel. Estes camiões fizeram a sua estreia na etapa europeia do Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA de 2023.
 
Nas nove etapas europeias, os 18 novos camiões moveram-se a combustível drop-in HVO100 (óleo vegetal hidrotratado)[2] e percorreram mais de 10.600 km, transportando em média 300 toneladas de carga por corrida. Os camiões foram vitais para a realização dos eventos na Europa, que terminaram com o FORMULA 1 PIRELLI GRAN PREMIO D’ITALIA 2023 em Monza no mês passado.
 
“A introdução dos 18 camiões movidos a biocombustível nesta temporada marca um avanço significativo em direção a um futuro mais sustentável tanto para a Fórmula 1 como para a DHL. Alcançar uma redução média das emissões de carbono de 83% é uma conquista notável e temos muito orgulho nisso. Como parceiro logístico oficial da Fórmula 1 e líder em logística verde, temos o prazer de contribuir para os objetivos de sustentabilidade da Fórmula 1”, disse Paul Fowler, líder da DHL Motorsports Logistics.
 
A parceria entre a Fórmula 1 e a DHL utiliza as mais recentes tecnologias e novas formas de trabalhar para garantir a realização de eventos de uma forma mais sustentável. O uso de biocombustíveis continuará em 2024 e posteriormente, com os dados deste verão a fornecerem informações valiosas à medida que a Fórmula 1 e a DHL exploram novas oportunidades e inovações sustentáveis numa altura em que o desporto caminha para a neutralidade carbónica até 2030.
 
“É ótimo perceber como é que as nossas operações logísticas se podem transformar para atingir a nossa meta da neutralidade carbónica até 2030. Reduções como a de 83% com o uso de camiões movidos a biocombustível proporcionam uma plataforma fantástica para desenvolver, que analisaremos e continuaremos a adotar na temporada de 2024, garantindo que essas economias passem de uma iniciativa única para reduções habituais de carbono. Os transportes e a logística constituem uma parte significativa da nossa pegada carbónica no nosso desporto, e é crucial ter parceiros com ideias semelhantes, como a DHL, que estejam empenhados em trabalhar connosco para reduzir e nos ajudar a atingir a nossa meta Net Zero”, disse Ellen Jones, responsável pelas questões de Meio Ambiente, Sociais e Governança da Fórmula 1.
 
Os camiões movidos a biocombustível mantêm o mesmo nível de desempenho em termos de capacidade de carga e distância percorrida que os seus equivalentes movidos a diesel, e todos os camiões da frota da DHL estão equipados com GPS para monitorizar o consumo de combustível e otimizar rotas mais eficientes.
 

Periodicidade Diária

segunda-feira, 22 de julho de 2024 – 02:37:37

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...