13 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Miranda-Mortágua disputa Grande Prémio ABIMOTA / Altice ao longo de cinco etapas

 

 

Entre quarta-feira e domingo, de 13 a 17 de junho, a equipa Continental UCI MirandaMortágua vai correr as cinco etapas do 39.º Grande Prémio ABIMOTA / Altice, que nesta edição vai partir de Lisboa para terminar em Águeda. Em Dia de Santo António, o pelotão ABIMOTA visita pela primeira vez a capital, sendo a chegada a Mortágua, na penúltima etapa, dia 16, outra das novidades da prova para este ano e que acarreta outra responsabilidade à equipa, que vai pedalar em casa.


O diretor desportivo da Miranda-Mortágua, Pedro Silva, refere que “o Grande Prémio ABIMOTA sempre foi especial para nós e sempre fizemos questão de estar bem nesta prova. Esta edição, com uma chegada de etapa à nossa terra, Mortágua, vem acrescer ainda mais a nossa responsabilidade. Preparámos a prova da melhor maneira e contamos estar muito bem nesta corrida”.  


O alinhamento vai ser composto por oito ciclistas, os mesmos que correram este domingo o 10.º Memorial Bruno Neves, onde António Barbio e Hugo Nunes se sagraram os primeiros líderes da Taça de Portugal Jogos Santa Casa, em Elite e Sub23, respetivamente. Assim sendo os convocados são António Barbio, Nuno Meireles, Francisco Campos, Hugo Nunes, Jorge Magalhães, Gonçalo Carvalho, Pedro Teixeira e Tiago Leal. Todos eles preparados para pedalar cerca de 600 km, que serão divididos entre a capital, passando pelo interior do país e costa litoral, com etapas que prometem fazer a festa do ciclismo trazer gente à rua.


Sendo a única prova que apresenta oito camisolas em disputa, é de Lisboa que parte o 39.º Grande Prémio ABIMOTA / Altice, já quarta-feira, dia 13, com um Contrarrelógio por Equipas de 5,5 km, no Campo Grande, a iniciar às 17 horas. No dia seguinte vão ser cumpridos 157,2 km, que ligam Coruche a Proença-a-Nova, com saída às 12.55 horas e chegada prevista para as 17 horas, junto ao Parque Urbano Comendador João Martins.


No dia 15, sexta-feira, a jornada vai estar concentrada em Belmonte para realizar a terceira etapa, corrida em circuito numa extensão de 70,85 km (duas voltas). A partida está anunciada para as 14.25 horas do Castelo de Belmonte, que também assinala a chegada, desta vez às 16.15 horas.
 

Com o fim-de-semana chegam as maiores tiradas. No sábado, dia 16, é dia de etapa rainha, que vai unir Almeida a Mortágua ao longo de 184,4 km, com partida às 11.55 horas da Praça 25 de Abril e chegada pelas 16.30 horas, na Avenida dos Bombeiros Voluntários de Mortágua. A última viagem do pelotão ABIMOTA / Altice será feita no domingo, dia 17 de junho e parte de Anadia, da Praça do Município, às 12.25 horas. Vão ser percorridos 156,3 km até Águeda, estando prevista a chegada acontecer cerca das 16.15 horas, na Avenida 25 de Abril. Espera-se que o público venha à rua em massa para aclamar o vencedor desta edição da corrida, cumprindo assim a tradição de fechar a prova na “Capital da Bicicleta”.


Vamos correr o ABIMOTA com grande ambição. Além das responsabilidades acrescidas com a presença do nosso principal patrocinador – Miranda&Irmão – e a chegada de etapa a Mortágua há um nervoso miudinho e ansiedade que vão surgindo. Mas a equipa vai muito confiante e se todos forem humildes e profissionais, se mantiverem a união, não temos nada a temer e os resultados vão chegar. Continuamos com os pés bem assentes e sabemos bem que a equipa tem muita qualidade. Estes jovens têm muita ambição, sabem bem o que querem e vamos mais uma vez dignificar os nossos patrocinadores e tudo o que nos traga protagonismo. Já ninguém tem dúvidas que este é um projeto de referência no ciclismo nacional”, rematou Pedro Silva.
 
 


 

quinta-feira, 18 de outubro de 2018 – 05:39:08

Pesquisar

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...