18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

CISET 4X4 Couço 2022: Regresso ao Grande ao Couço

Vila do Couço volta a acolher a festa do Trial 4x4 Ibérico depois de 2 anos de ausência CISET Masters XL eleva a fasquia com desafio de 6 horas
 
Finalmente e depois de dois anos de ausência forçada causada pela Pandemia, a "família" do Trial 4x4 Ibérico pode voltar a realizar à Couço no concelho de Coruche para disputar uma das mais emblemáticas provas de toda a Península e mais uma vez realizar a grande festa anual da modalidade nas margens do Rio Sorraia
 
A prova organizada pela APTE e pelo Moto Clube Sacho, fez também parte do programa oficial da Semana da Arte, Cultura e Desporto do Couço, as festividades locais que este ano entre muitas outras iniciativas receberam Luis Represas para um concerto na noite de dia 9, o dia em que começou a edição de 2022 do CISET 4x4 Couço.
 
Disputada em moldes semelhantes aos da ultima edição antes da pandemia, o CISET 4x4 Couço 2022 este ano continha no entanto uma novidade a nível desportivo, o nascimento de mais uma competição. A edição de 2022 foi a primeira do CISET Masters XL, uma prova extra longa com 6 horas de duração destinada á Classe Super Proto.   A classe Proto teve também a sua dose "extra" de competição e divertimento, com o CISET Masters, este um formato já conhecido com quatro horas de duração.   Aos vencedores de ambas as provas "Masters" foi atribuído a participação gratuita em todas as provas da próxima temporada.
A edição de 2022 ficou também marcada pelo muito calor que se fez sentir durante a realização da prova, com temperaturas na casa dos 40ºC,  que na verdade até se fizeram sentir mais junto do muito publico presente do que dos pilotos e copilotos que estavam constantemente a realizar travessias do rio.
 
Apesar de algumas equipas terem chegado ao Couço durante a tarde de sexta feira, foi durante a manhã de sábado que a maior parte dos participantes chegou a recinto para cumprir as formalidades antes da prova e colocar as suas viaturas em parque fechado prontas para o grande desafio que a organização havia preparado dentro e fora do rio.
 
A X-Adventure e os seus parceiros, seguindo as orientações emanadas pela FPAK, estão a começar a implementar um programa de compensação ambiental que visa diminuir a  chamada "pegada ecológica" e seguir um caminho de neutralidade carbónica, ou até se possível de efeito negativo.  No CISET 4x4 Couço, para além da instalação de diversos ecopontos para se poder fazer a separação dos resíduos para reciclagem posterior, foi também realizada uma plantação de árvores autóctones no parque de merendas adjacente ao recinto em que todos os participantes e demais entidades envolvidas no evento puderam participar e deixar a sua árvore.  Salienta-se a colaboração da Junta de Freguesia do Couço, que colaborou na iniciativa e assumiu o compromisso da rega das arvores neste período critico em que as mesmas se procuram enraizar no seu novo habitat.
 
A titulo de curiosidade, de referir ainda a limpeza do rio Sorraia, que se encontra infestado por jacintos de água.  Para a realização da prova foi feita uma limpeza do rio e regularização das margens, deixando o rio em perfeitas condições para poder ser usufruído durante o restante período estival.
 
Quanto á componente desportiva da prova Ribatejana, a ação começou no sábado ao final da tarde, com as classes participantes a disputarem um curto prologo de 30 minutos numa versão reduzida da pista.   Apesar de ser uma versão muito mais simples do traçado que viria a ser utilizado no domingo, a verdade é que o prologo serviu para mostrar que uma vez mais as águas do Sorraia, mas sobretudo as areias, iriam ser um osso duro de roer para muitos participantes. Apesar da pouca profundidade da água, a areia mole do fundo do rio fazia com que ao mais ligeiro toque do pedal de acelerador, grande parte dos carros, mas sobretudo aqueles com pneus menos apropriados e com mais pressão de ar depressa se enterrassem, e a água depressa começasse a ficar demasiado perto.  Se as classes Super Proto e Proto até nem sofreram muito, já as classes Promoção e mas principalmente a classe FUN, dominadas pelas equipas Espanholas depressa perceberam que o rio de aparência dócil iria querer reclamar para si vários carros.
 
CISET 4X4 Couço 2022: Luta acesa pelos melhores lugares em quase todas as classes na segunda prova do Ano
Coube á classe Super Proto as honras de abrir a pista, com Nuno Santos /Gonçalo Mesquita da equipa Ediprova a obterem o melhor resultado e pole-position para a partida da resistência de domingo.  Nos "Proto", Ângelo Tiago e Carlos Cardoso do Team Helder Tiago Offroad venceram com um tempo significativamente melhor que o segundo classificado e deixava alguma tranquilidade para o dia seguinte.    A espetacular equipa Espanhola Derimar Prototipos composta por Emilio Rubia e Pepe Ropero foram os mais rápidos da classe Promoção.  O "Zalateam 4x4" também vindo de Espanha composto por Jaime Ramirez e Damian Ramirez venceu o prologo da classe FUN.
 
Se o prólogo funcionou como aperitivo, o prato forte e bem quente da edição de 2022 do CISET 4x4 Couço foi servido no domingo, com corridas longas e exigentes para todas as classes, mas também muito divertidas para quem participava e interessante para quem seguia de fora, até porque houve sempre luta pelos melhores lugares em todas as competições disputadas.
 
O pódio da classe FUN foi ocupado apenas por equipas Espanholas, sendo Alberto Calvo e Sergio Gomez ( Team Kanguros 17) quem o primeiro lugar da prova Ribatejana.  O Team H Rios, composto por Osvaldo Espinola e Francisco Rodriguez ficou em segundo e logo atrás de si, em terceiro José Vargas e José Miguel do Team Los Tranquilos.
 
Na Classe Promoção disputou-se um verdadeiro duelo Ibérico, sendo com os Espanhóis Emílio Rubia\Pepe Ropero (Team Derimar Prototipos) a levarem a melhor sobre os Portugueses Luis Santos e Paulo Amaro (Team LM4 / Burpizza) que terminaram em segundo e sobre Luis Silva e Carlos Grilo ( Equipa Bichos do Mato) que terminaram em terceiro.
Ângelo Tiago e Carlos Cardoso (Team Helder Tiago Offroad) foram provavelmente a equipa vencedora que teve uma prova mais tranquila, tendo rapidamente se destacado da concorrência e assumido uma posição de liderança da sua  prova, conseguindo até disputar voltas com as equipas Super Proto com quem estavam a partilhar a pista.    Domingos Diniz e Ângelo Grave (Team REVI CLAP/ Alçapões.pt) terminaram a prova em segundo lugar.  Nuno Braz e Ricardo Lucas (NB Car Service) fecharam o pódio da categoria Proto.
 
Nos Super Proto, Rui Querido e Daniel Esteves (Equipa Futurluz)  venceram entre as viaturas de motorização Diesel, enquanto Rui Vieira da equipa Nosso Talho / Base Branca 4x4 venceram a classe reservadas ás viaturas a gasolina.
 
Quanto á classificação geral combinada entre as classes Super Proto Gasolina e Super Proto Diesel, foi a dupla Rui Querido e Daniel Esteves (Equipa Futurluz) que triunfaram depois das duas horas de prova.  António Henriques e Miguel Costa (Team Lucrofusão) ficaram em segundo lugar.  João Rebelo e David Duarte da equipa Trial Cars fecharam o pódio entre os Super Proto.
 
CISET MASTERS  - Team Helder Tiago Offroad vence tranquilamente
Ângelo Tiago e Carlos Cardoso fizeram o pleno na prova do Couço,  juntando ás vitórias na classe Proto ( prólogo, resistência e geral) ainda a vitória no CISET MASTERS, depois de quatro horas de prova, dezenas de travessias do rio Sorraia e 27 voltas cumpridas ao circuito.    A 7 voltas de distância, com 20 voltas realizadas, Nuno Braz e Ricardo Lucas do Team NB Car Service terminaram em segundo,  enquanto com 16 voltas realizadas e em terceiro lugar ficava Domingos Diniz e Ângelo Grave (Team REVI CLAP/ Alçapões.pt)
 
CISET MASTERS XL – António Henriques e Miguel Costa vencem a primeira edião do MASTERS XL
O team Lucrofusão composto por António Henriques e Miguel Costa foram os grandes vencedores da primeira edição do CISET Masters XL, conseguindo dar um total de 43 voltas ao traçado do Couço durante as longas 6 horas que durou a corrida.
 
O muito calor e o pó de algumas zonas da pista, sobretudo da zona de obstáculos artificiais encontraram o contraponto nas constantes travessias do rio que refrescavam homens e máquinas , e ajudou a que muitas das equipas participantes conseguissem suportar este longo desafio, nunca antes visto nesta competição.
 
Foram várias as equipas que lutaram pela vitória, mas numa prova tão longa e disputada em condições tão particulares é a resistência que prevalece em detrimento da velocidade e espetacularidade, e nisso a dupla do Team Lucrofusão foram verdadeiros "Masters".  Também em excelente planto esteve a dupla Luis Jorge/André Lucas ( Hortícolas Team / Snack Bar"A Curva") que procuraram sempre a vitória e conseguiram imprimir um ritmo rápido e regular que os permitiu ir somando voltas até ao total de 40.  Rui Querido e Daniel Esteves ( Team Futurluz) terminaram a prova em terceiro, com "apenas" 36 voltas, depois de ainda terem andando na luta pela vitória.
 
Segue-se a viagem do CISET 4x4 até á Ilha da Madeira nos próximos dias 20 e 21 de Agosto.
 
 

Periodicidade Diária

sábado, 20 de julho de 2024 – 23:32:52

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...