18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Torneio de Luta Tradicional - Luta Galhofa em Chaves

 

Na noite de 27 de Dezembro a Associação Portuguesa o Samurai, em Chaves, organizou mais um torneio de Luta Tradicional Portuguesa, a Luta Galhofa, o último do ano.

 

Aderiram 8 atletas dos Clubes de Chaves e Alijó.

Os combates decidiram o Pódio e o campeão da competição:

1) João Silva da APS, Medalha de Ouro e cinturão de vencedor do torneio

2) Carlos Borges da CAMPA, Medalha de Prata

3) Maurício Rodrigues da APS, Medalha de Bronze

Mesa composta por um Juiz que era o Mestre Vítor Gomes ou o Mestre João Varela (que se alternaram entre Juíz e Árbitro) e cronometrista Rodrigo Nascimento.

 

Após a luta tradicional sobre a palha, houve o habitual petisco bem guarnecido de alheira, javali, vinho e outras bebidas para a confraternização que faz parte da Luta Galhofa, tanto nas vertentes tradicionais como também nas modernas.

A diferença do que se fazia na luta tradicional antiga, foi o local escolhido neste caso uma sala de prática de luta em vez do curral e a presença de crianças e mulheres na sala a apreciar os combates dos lutadores, ou seja imperaram a técnica e as regras tradicionais.

Tudo decorreu de forma acessível a todos os espectadores interessados a apreciar o torneio e no fim participar no convívio com a degustação dos petiscos típicos da gastronomia da região, muito bem confeccionados.

O Mestre Vítor Gomes agradece: “a todos os presentes, principalmente a presidente da Associação Portuguesa O Samurai, Susana Fernandes, que preparou toda a comida para as 30 pessoas no convívio. Ao atleta José Martins e o filho André Martins pela oferta do javali. Ao Filipe Carvalhal Presidente do Clube Motar de Chaves e ao amigo Guedes, mais conhecido por Simpson que também é um dos Motares que nos emprestaram a sala deles para a confraternização. O amigo Diogo Magalhães que nos colocou a palha toda na sala para a competição. Ao Mestre João Varela de Alijó, aos meus atletas, amigos, familiares e claro à AMMA Magazine pelo Pedro Mestre por nunca se esquecerem de nós, uma modalidade que esteve prestes a desaparecer, mas com a ajuda de todos voltamos a dar-lhe vida."

Esta Competição Absoluto Luta Tradicional Portuguesa de 2022 é uma prova sem limites de peso, sem categoria, tem que ter no mínimo 18 anos e interdita a competição ao género feminino, para se manter a tradição o mais similar possível. As mulheres e menores de 18 anos são todos bem-vindos a integrar na nova vertente desportiva desenhada a pensar na sua prestação. Este torneio foi federativo e o atleta João Silva da APS mantém o titulo de campeão e o cinturão o 3º ano consecutivo: 2019, 2021 e 2022 (em 2020 não foi possível organizar a prova devido à pandemia COVID-19).

 

Fotos: (cedidas pela APS - Mestre Vitor Gomes)

 

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 14 de junho de 2024 – 15:44:40

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...