18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Taça de Portugal - Águias voam para a final da taça

A equipa de seniores femininos do SL Benfica venceu, por 3-1 (25-18, 25-19, 21-25 e 25-18), o Vitória SC e apurou-se – 34 anos depois: perdeu, em 1990, com o CR Estrelas da Avenida – para a final da Taça de Portugal, onde vai defrontar o vencedor do jogo PV 2014/Colégio Efanor x Sporting (hoje, pelas 21h00) da segunda meia-final.
A final da Taça de Portugal – femininos, agendada para as 21 horas de amanhã, disputa-se igualmente no Centro Cultural de Viana do Castelo – palco da Final 4 de masculinos, cujas meias-finais se realizam amanhã –, numa organização da Federação Portuguesa de Voleibol (FPV) e a Câmara Municipal de Viana do Castelo (CMVC) e com a transmissão em directo de todos os jogos na Sport TV.
 
Vitória SC x SL Benfica, 1-3 (18-25, 19-25, 25-21 e 18-25)
 
1.º Set
O Benfica entrou melhor (3-1), mas o Vitória SC mostrou-se calmo e, depois de acertar a recepção, começou a somar pontos no ataque. Beneficiando ainda dos erros do adversário no serviço e ataque, igualou a partida (4-4).
As encarnadas voltaram a adiantar-se no marcador (8-6), mas o seu ímpeto atacante foi travado no bloco (9-8).
Um serviço directo de Mariana Garcez e dois pontos (ataque e bloco) da central Angélica Malinverno catapultaram a equipa orientada por Rui Moreira (13-9).
Uma jogada analisada pelo Video Challenge manteve a distância (14-11), mas as águias acusavam algum nervosismo e disso se aproveitavam as experientes jogadoras do Vitória SC, como Bárbara Gomes ou Maria Giorgi, para somarem pontos no ataque (13-14, 15-16).
Um ponto de Mariana Garcez ao segundo toque, adiantou o clube da Luz na recta final do set (21-17).
Um ataque de Bruna Vrankovic e outro de Alice Clemente (24-18) anunciaram o triunfo do Benfica, selado com um ataque de Bruna Vrankovic: 25-18.
 
2.º Set
Bem municiada por Azul Benitez, Bárbara Gomes continuava a somar pontos no ataque (4-3), mas o bloco de Angélica Malinverno começou a ditar a lei na rede e o Benfica começou a galgar terreno (9-5).
Um serviço directo de Bruna Vrankovic aumentou a contagem (12-6).
A equipa de Hélder Andrade reagiu e reaproximou-se (10-12) com um ataque da central Raissa Cassamá e conseguiu somar o seu sexto ponto consecutivo num bloco de Bárbara Gomes (12-12).
O Benfica reagiu com agressividade no ataque e Alice Clemente adiantou novamente a sua equipa (16-12)… e novamente Bárbara Gomes aproximou a equipa com um ataque, logo seguido de um serviço de Bruna Correia e um ataque desperdiçado pelo Benfica a dar a volta ao marcador (16-15).
Um amorti de Alice Clemente impulsionou as encarnadas e os blocos de Angélica e de Mariana Garcez colocaram o Benfica a um ponto do fecho do set (24-18), que acabaria por ser selado aos 25-19, com um ataque desperdiçado pelo Vitória SC.
 
3.º Set
O Vitória SC entrou com tudo no terceiro parcial e Margarida Maia fez, no ataque, o 7-4, que afastou a equipa vimaranense.
A vantagem ganharia mais fôlego pouco depois, com mais um ponto assinado por Margarida Maia e outro por Jéssica Miranda (12-8).
Um bloco de Bárbara Gomes (15-10) fez tocar a reunir entre as hostes benfiquistas. A conversa de Rui Moreira com as suas pupilas surtiu efeito, já que um ataque de Alice Clemente aproximou um pouco os números do marcador (12-16).
O Vitória SC respondeu com dois pontos no ataque da autoria da endiabrada Bárbara Gomes, recuperando a diferença (18-12).
Novo assomo do clube da águia, com dois ataques da capitã Fernanda Silva e outro de Avery Heppel (16-19).
Imparável, o Vitória SC selou o triunfo no set com pontos de Raissa Cassamá (bloco) e um serviço desperdiçado pelo SL Benfica: 25-21.
 
4.º Set
Boa entrada do Benfica (5-1), com ataques de Alice Clemente e Bruna Vrankovic. Um bloco de Vrankovic deu ainda mais robustez à diferença pontual (9-3).
Novamente Bárbara Gomes a ditar as regras no ataque (7-9) e o Benfica a ter de voltar a imprimir mais velocidade às suas acções ofensivas (12-7).
O Vitória SC procurou reagir, mas o Benfica exalava confiança e somava pontos no ataque por intermédio de Alice Clemente e no bloco por Malinverno (17-11).
Com tal desequilíbrio no marcador (22-14), o resultado muito dificilmente poderia ser outro e o Benfica qualificou-se para a final da Taça de Portugal (34 anos depois) ao vencer o quarto set por 25- 18, com um ataque de Avery Heppel.
A vimaranense Bárbara Gomes, com 19 pontos, e as benfiquistas Alice Clemente e Bruna Vrankovic, ambas com 15, foram as melhores pontuadoras. Ver estatística AQUI
 
No final, Rui Moreira, treinador do SL Benfica, confessou:
“Estou muito contente, primeiro por estarmos a jogar uma final, a disputar um título, porque o Benfica é um clube vencedor e precisa de estar nos momentos de decisão. O projecto de Voleibol feminino do Benfica está em crescimento e precisa de estar nos momentos de decisão para validar o processo, o trabalho e os investimentos, e podermos olhar para o futuro. Precisamos de estar nestes momentos difíceis, com mais carga emocional, que ajudam as nossas atletas mais jovens a crescer.
Acima de tudo, estou muito contente pelo grupo, pois este ano tem sido muito complicado por causa das lesões, sempre muito condicionados e nunca baixámos os braços. mesmo num grupo jovem e inexperiente e nesse aspecto devemos dar os parabéns a todo o grupo, atletas e staff.
Hoje, sem estar em causa a nossa qualidade, estava um pouco em causa o nosso brio e mostrámos que temos condições para estar nos momentos de decisão, o que por infelicidade não conseguimos no campeonato“.
 
Hélder Andrade, Treinador do Vitória SC:
“O serviço e a recepção fizeram a diferença, não pelos erros, mas porque nos obrigou a jogar fora do sistema muitas vezes e quando isso acontece contra uma equipa como a do Benfica, isso obriga-nos a vencer essa «guerra» para estarmos mais próximos do triunfo final.
Aquilo que fizemos de errado foi, quando tivermos oportunidade para estarmos mais confortáveis no sideout, não termos conseguido imprimir muita agressividade no ataque. Temos mais qualidade do que a que ficou patente neste jogo.
Parabéns ao Benfica, ofensivamente esteve superior e foi um justo vencedor“.
 
Final 4 da Taça de Portugal – femininos
 
22.03.2024
18h00 – Vitória SC x SL Benfica, 1-3
Árbitros: 1.º Rui Reis (AVL) e 2.º Nuno Teixeira (AVB)
….
21h00 – PV 2014/Colégio Efanor x Sporting CP
Árbitros: 1.º Sofia Costa (AVL) e 2.º Ricardo Ferreira (AVP)
 
23.03.2024
21h00 – Final
Árbitros: 1.º Luís Meireles (AVP) e 2.º José Caramez (AVP)
 
Na época passada, as Finais 4 da Taça de Portugal de masculinos e de femininos também foram disputadas em simultâneo, em Março, e tendo por palco Viana do Castelo, Cidade Europeia do Desporto 2023.
A equipa do Sporting Clube de Portugal ergueu o troféu da Taça de Portugal – Femininos, repetindo um gesto a que já não estava habituada desde 1986, e somou o seu terceiro triunfo na prova-rainha do Voleibol nacional.
Na final, as leoas de Alvalade superaram a AJM/FC Porto, bicampeã nacional em título, pela margem mínima (3-2: 25-22, 23-25, 23-25, 25-17 e 15-13).
O Leixões SC é o clube com mais troféus em femininos, dez, mais dois que o Castêlo da Maia GC.
Vencedores das 51 edições: Leixões SC (10); Castêlo da Maia GC (8); Boavista FC (7); CD Ribeirense e CA Trofa (4); Atlético CP e Sporting CP (3); Porto Vólei, AVC Famalicão, SL Benfica e AJM/FC Porto (2), Rosário Vólei, CS Madeira, CDUP e CR Estrelas da Avenida (1).
 
Final 4 da Taça de Portugal – masculinos
 
23.Março.2024 (Sábado)
15h00 – Sporting CP x SL Benfica
Árbitros: 1.º Ricardo Ferreira (AVP) e 2.º José Caramez (AVP)
18h00 – AJF Bastardo x Leixões SC
Árbitros: 1.º Vítor Gonçalves (AVP) e 2.º Sofia Costa (AVL)
 
24.Março.2024 (Domingo)
17h00 – Final
Árbitros: 1.º Raquel Portela (AVP) e 2.º Rui Reis (AVL)
 
Em masculinos, o Sport Lisboa e Benfica ergueu o troféu da Taça de Portugal ao vencer (3-0: 25-21, 25-19 e 25-18) a AJ Fonte do Bastardo. Com este triunfo, o Benfica passou a somar 20 títulos de vencedor na prova-rainha do Voleibol nacional.
Em 58 edições: SL Benfica (20), SC Espinho (12), C. Maia GC e FC Porto (6), Leixões SC (5), Sporting CP (4) e AJF Bastardo, Vitória SC, Esmoriz GC, ISEF e IS Técnico (1).
 
Os bilhetes têm o preço único de 5 euros e estão à venda na sede da FPV (horário de expediente) e no Centro Cultural, nos seguintes horários:
Dia 22 de Março (sexta-feira) – das 10h00 às 12h30 e das 14h30 às 22h00;
Dia 23 de Março (sábado) – das 10h00 às 12h00 e das 13h00 às 22h00;
Dia 24 de Março (domingo) – das 10h00 às 12h30 e das 14h30 às 18h00.
 

Periodicidade Diária

quarta-feira, 12 de junho de 2024 – 21:21:21

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...