18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Eliana Bandeira sagra-se campeã ibero-americana no peso

Excelente prestação da portuguesa Eliana Bandeira, que venceu a final do lançamento do peso nos Campeonatos Ibero-americanos de Atletismo, que se estão a realizar em Cuiabá, Brasil.
 
A portuguesa passou para a frente do concurso no quinto ensaio, com 17,76 metros, mas ainda tinha guardado o melhor momento para o ensaio final, alcançando os 18,30 metros, mais de um metro acima do que conseguiu a segunda classificada, a chilena Ivana Gallardo (17,26 m).
 
Uma vitória, uma medalha de ouro com uma história. “Vim para Cuiabá com dois objetivos: bater a minha melhor marca e levar a bandeira de Portugal a voar mais alto. No entanto, nos primeiros lançamentos, não me estava a dar bem com uma mudança técnica que temos estado a efetuar. Quando me vi em segundo lugar, decidi voltar a lançar como antes e arranquei para os dois melhores resultados, um deles acima de 18 metros”, referiu a atleta antes da cerimónia das medalhas.
 
“Conseguir lançar acima dos 18 metros tem um grande significado num ano olímpico. Temos procurado conseguir a marca de qualificação direta, mas este resultado é muito importante para os World Rankings. Mas, acima de tudo, a estabilidade acima desta marca deixa muita confiança e acredito que quando der o “clique” vai sair uma grande marca”, afirmou a atleta que não se escusou a responder a uma pergunta mais emotiva, o que sente em triunfar por Portugal na terra que a viu nascer. “Não vou esquecer as minhas raízes, mas na verdade é por Portugal que eu penso em primeiro lugar. Fui para Portugal em busca do meu sonho e foi este o país que me fez evoluir para ser atleta de nível olímpico. Foi Portugal que me fez chegar ao mais alto patamar do rendimento, por isso, subir ao pódio no primeiro lugar é retribuir por quem me deu tudo para chegar a este ponto”.
 
Nas restantes provas, meias-finais, destaque para Omar Elkhatib, que venceu a primeira meia-final dos 400 metros em 46,20 segundos, a sua melhor marca do ano, ficando assim apurado para a final. Na terceira das meias-finais, Ricardo dos Santos foi terceiro em 47,07 segundos, não conseguindo o acesso à final, na segunda jornada de hoje (meia-noite e trinta desta noite).
 
Nos 200 metros, Lorene Bazolo ficou em segundo lugar na primeira das meias-finais, com a marca de 23,19 segundos, apurando-se para a final, que será amanhã à noite (00.40 horas). Na outra das meias-finais, Lurdes Oliveira ficou na sexta posição, com a marca de 24,55 segundos. Nessa prova, a santomense Gorete Semedo foi quarta classificada com 23,62 segundos e apurou-se para a final.
 
Nos 200 metros masculinos, Delvis Santos conseguiu o acesso à final da prova, amanhã, ao ser terceiro classificado com a marca de 20,90 segundos (o seu melhor desta temporada). Noutra meia-final, Rafael Jorge foi quinto classificado com a marca de 21,04 segundos.
 
Na última prova com portugueses, as meias-finais de 110 metros barreiras, os dois portugueses (que abriam a sua época de verão) conseguiram o acesso à final, na primeira jornada de amanhã (15 horas). Na primeira meia-final, Abdel Larrinaga foi quarto classificado com 13,95 segundos, e João Vitor Oliveira foi segundo classificado na segunda meia-final, com a marca de 13,92 segundos.
 
A segunda jornada de hoje inicia-se às 23.30 horas.
 

Periodicidade Diária

sábado, 13 de julho de 2024 – 22:28:59

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...