18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Estafetas portuguesas à beira dos pódios nos Ibero-americanos

A quinta jornada (durante a manhã) dos Campeonatos Ibero-americanos que se desenrolam em Cuiabá (Brasil) deixou mais dois quartos lugares para Portugal (nas estafetas de 4×100 metros).
 
Na primeira final da manhã, apresentou-se o quarteto português de 4×100 metros. Beatriz Andrade, Rosalina Santos, Íris Silva e Lorene Bazolo correram na pista três e terminaram na quarta posição com a marca de 44,57 segundos, a um centésimo da medalha de bronze.
 
Pouco depois surgiu a estafeta de 4×100 metros masculinos. O quarteto formado por David Landim, André Prazeres, Delvis Santos e Frederico Curvelo estava a fazer uma ótima prova e a cerca de 30 metros do fim estava na terceira posição, contudo uma lesão muscular de Frederico Curvelo, que o obrigou a travar a velocidade, deixou-o no quarto lugar, ultrapassado pelo representante da Argentina que nunca chegaria ao português em condições normais. Assim, Portugal ficou em quarto lugar com a marca de 39,95 segundos, a 10 centésimos da medalha.
 
A última prova do dia foi a final dos 110 metros barreiras. Uma excelente corrida que, no entanto, vale pela classificação, não tanto pelos resultados, já que o vento soprava a velocidade (+2,8 m/s) superior ao regulamentar e impede a sua entrada nas listas oficiais. Na hora de cortar a meta, João Vitor Oliveira foi sexto classificado, com 13,62 segundos e Abdel Larrinaga foi sétimo, com 13,63 segundos.
O momento especial da manhã estava reservado para o pódio dos 400 metros barreiras, com Mikael Jesus a subir ao degrau mais alto do pódio. No final, o atleta admitiu que naquele momento sentiu “muita gratidão por tudo o que recebi. Foram meses de muita dedicação e trabalho para poder materializar este momento. Há vários anos fui segundo, agora sou campeão”.
 
“Mas o maior sentimento é o de reconstrução. Passei maus bocados, anteriormente, mas agora consegui a minha melhor marca pessoal e marca de qualificação direta para os Europeus e sinto que estou mais forte para sonhar com Paris’2024 [Jogos Olímpicos]. Dedico esta medalha ao meu treinador, Pedro Leite, e a mim próprio por não termos desistido. Por insistirmos em ser felizes”, referiu o atleta que nasceu no Brasil, mas agora representa Portugal.
 
Sobre o que sentiu no pódio, refere que, acima de tudo, “gratidão por um país que me acolheu, que me reconstruiu. No fundo, eu renasci em Portugal e é esse sentimento de filho que eu trago comigo”.
 
No final da quinta jornada, quando apenas falta a jornada da noite do terceiro dia dos Campeonatos Ibero-americanos, Portugal tem quatro medalhas conquistadas, três de ouro, por Eliana Bandeira e Francisco Belo, no lançamento do peso, e por Mikael Jesus, nos 400 metros barreiras, enquanto a medalha de prata foi conquistada por Omar Elkhatib, nos 400 metros.
As provas de hoje (tudo finais) começam às 23.30 horas.
 

Periodicidade Diária

sábado, 13 de julho de 2024 – 22:03:16

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...